Veja como se tornar um motorista autônomo

Veja como se tornar um motorista autônomo

Para se tornar um motorista autônomo é preciso estar atentos para alguns procedimentos. Além da parte burocrática (veja essa matéria especial sobre as obrigações fiscais) é importante entender como funcionar ter o seu negócio. O motorista que opta por ter o caminhão pode prestar serviços para uma ou mais empresas sem vínculo empregatício, mas é o responsável pela parte operacional e administrativa do seu negócio.

Tem horários flexíveis durante as jornadas diárias; flexibilidade sobre dias e horários de trabalho, de aceitar e recusar cargas, porém, em contrapartida, não conta com salário fixo e tem de arcar com os custos do diesel, pedágio, alimentação e manutenção do caminhão, entre outras obrigações. Assim é importante colocar tudo no papel antes de assumir toda essa responsabilidade.

1 CNH PROFISSIONAL

O primeiro passo para quem pensa em ser motorista autônomo é obter a CNH Profissional. De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), o motorista que deseja conduzir veículos que exigem habilitação nas categorias “C”  (vans até oito lugares, caminhonetes, pick ups, caminhões), “D” (ônibus, micro-ônibus, tratores) ou “E” (trailers, carretas e veículos articulados, por exemplo) precisa realizar o procedimento de mudança de categoria da CNH junto ao Detran.SP.

Para isso, é necessário estar com a CNH atual em situação regular (nem suspensa, nem cassada), não ter cometido nenhuma infração grave ou gravíssima, nem ser reincidente em infrações médias, nos últimos doze meses.

2 FINANCIAMENTO

Antes de pensar em dar um passo tão importante é preciso pegar lápis e papel e fazer contas. Se organizar financeiramente e traçar um planejamento. Atualmente, conseguir crédito já deixou de ser um grande problema, pois com o fim da carta frete o autônomo passou a movimentar contas bancárias e a comprovar renda. O cuidado maior a ser tomado é em relação aos juros e a avaliação de todas as opções disponibilizadas no mercado, para se chegar a uma parcela mensal que realmente caiba dentro do orçamento. Enfim, não “enfiar os pés pelas mãos”, como diz o ditado popular

3 INFORMAÇÃO

Quem deseja entrar na área deve buscar informações, conhecer, entender e avaliar os riscos, além de todos os custos que envolvem o transporte. É importante procurar um contador de confiança, dos sindicatos ou mesmo da rede SEST SENAT, para auxiliá-lo e deixá-lo a par de todas as exigências para que possa fazer o transporte adequado, seguro e de forma regular.

O jornalista, radialista e apresentador do programa Pé na Estrada, Pedro Trucão, conta que profissionais que perderam o emprego ou estão de licença remunerada – com a possibilidade de serem dispensados – perguntam sempre se é uma boa alternativa investir em um caminhão.  “A minha resposta vem com três perguntas: você entende do ramo? Tem contrato com alguma empresa que te garanta pelo menos um ano de carga? Tem dinheiro para o caminhão a vista?

4 RNTRC

Uma das maneiras de se tentar regulamentar o setor e torná-lo mais profissional veio através do Registro Nacional de Transporte Rodoviário de Carga. Atualmente, informa a ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre), o número de registros de transportadores emitidos é de 816.130, sendo 657.391 autônomos, 158.395 empresas e 344 cooperativas.

A Assessoria de Comunicação da ANTT explica que a formalidade da atividade vem atender a um anseio de uma categoria imprescindível na logística brasileira. Destaca que os benefícios aos transportadores são diversos, como a regularização do exercício da atividade por meio da habilitação formal; disciplinamento do mercado; identificação de parâmetros de participação no mercado; conhecimento do grau de competitividade e inibição da atuação de atravessadores não qualificados

5 ATUALIZAÇÃO

Atualmente são grandes as exigências na hora de contratar os serviços do motorista de caminhão. Para atender a nova realidade, o aspirante a profissão deve esquecer a ideia de que para conseguir um bom frete basta ter um caminhão e saber dirigir. É importante fazer cursos, se atualizar, buscar informações em feiras especializadas do setor, se preocupar com a aparência e enxergar o caminhão mais como um negócio do que um veículo de carga.

Matéria Original: https://www.ocarreteiro.com.br/veja-como-se-tornar-um-motorista-autonomo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *